Ando meio desligado

Em algum momento durante a pandemia, resolvi me desligar. Desinstalei aplicativos de notícias, saí do Twitter, parei de assistir TV e ouvir podcasts de notícia. Por quê? Tá dando muito trabalho viver em 2020/2021. Não são só as notícias de mudanças climáticas, e desastres naturais, que continuam acontecendo normalmente. Também não é o fato da crise econômica, que sempre vem como consequência de pessoas estarem … Continuar lendo Ando meio desligado

Teresa, foi bom te conhecer

Eu tinha uma Les Paul Golden Sunburst que comprei para tocar em um casamento. Comprei na OLX, por um rapaz que estava se desfazendo da guitarra pra começar a aprender a tocar sanfona. De Sweet Child o’ Mine para Evidências. Não julgo, e, na verdade, até incentivo. E foi assim que eu tive a minha terceira guitarra. Fechei o negócio pela OLX, e passei para … Continuar lendo Teresa, foi bom te conhecer

Vende só o Minecraft?

Eu tenho um Xbox 360. Ganhei ele dos meus pais aos 16, quando achava que era um bom momento para comprar um videogame dessa geração. Um ano depois saiu o Xbox One. Ele foi meu companheiro de muitas aventuras. Noites sem dormir pra zerar algum jogo emprestado de um amigo, dias inteiros com amigos jogando em tela dividida, e os jogos de danças que fizeram … Continuar lendo Vende só o Minecraft?

Fuga da realidade

Viver nem sempre é tão legal. Às vezes temos que lidar com experiências ruins, como dores e doenças. Há muito tempo eram esses os motivos de usarmos ervas ou componentes da natureza que nos tiravam de nós mesmos, nos deixando num estado diferente da sobriedade. Ainda na mesma época, ou talvez antes, descobrimos a cerveja. O processo de fermentação da cevada fazia com que aquele … Continuar lendo Fuga da realidade

Um texto pro Rambo

Seu Rodrigo é um ótimo vizinho e cozinheiro. O que torna terrível o fato de a janela do meu quarto estar virada para a janela da cozinha dele. Seu pai faleceu antes de mudarmos para essa casa, então não chegamos a conhecê-lo. Mas provavelmente tinham o sorriso e simpatia que seu Rodrigo herdou. Então, o único companheiro do meu vizinho era o Rambo. Um cachorro … Continuar lendo Um texto pro Rambo

Palavras para comunicar

Nós usamos as palavras para comunicar. É isso o que faz você quebrar o silêncio da sala de espera, do elevador, ou qualquer lugar onde um leve constrangimento se aproxima. Isso te faz fazer algum comentário sobre o tempo seco e quente, que pode levar a alguma dica caseira sobre umidificar o ar, ou as queimadas da amazônia. Quando comecei este blog, há exatos 3 … Continuar lendo Palavras para comunicar

Olhando em retrospecto

Eu comecei esse blog para desovar uns textos. Não era nem pra publicar, não. Sério mesmo. Eu tinha escrito algumas coisas avulsas aqui no meu notebook, e estavam espalhados em vários documentos Word. Uma delas era um texto falando sobre Clones, e como eles afetariam a indústria. Teve também outro sobre um senhor que tem uns amigos italianos, mas (spoiler) eram todos imaginários (ou será … Continuar lendo Olhando em retrospecto

Heróis vestem mochilas térmicas

Em 2019, Hideo Kojima lançou um jogo que se passa num futuro distópico, onde os entregadores são os heróis em uma sociedade isolada em bunkers. Em janeiro de 2020, o Brasil parou para ver o BBB. 20 pessoas isoladas em uma casa. Ao final de março, estávamos todos assistindo pessoas isoladas, estando isolados em casa também. O que nem o BBB nem o jogo do … Continuar lendo Heróis vestem mochilas térmicas

Vivemos no futuro

Eu gosto de sempre me lembrar que estamos no futuro. Você acorda, e seu dispositivo informa quais serão as temperaturas mínima e máxima do dia, se vai chover ou não, e talvez até alguma notícia importante de algo que tenha acontecido enquanto você dormia. Você muito provavelmente tem uma geladeira e, apesar de ela não te indicar quando o leite está acabando, tem uma temperatura … Continuar lendo Vivemos no futuro