Tempo

Você já parou para pensar em como a vida está acelerada?

Como as coisas acontecem de forma rápida e quando você notou, já aconteceu?

Tipo os dias da semana ou o final de semana (esse voa). Sei que, quando mudamos a rotina, isso reduz essa percepção de velocidade, mas, ainda assim, a cada dia, cada ano tenho a sensação de que está cada vez mais rápido.

Talvez com os próximos dois exemplos você concorde comigo:

1. Você sai do trabalho às 18h e as logo chega às 23h e você precisa se aprontar para dormir.
2. A cada visita que faz para seus pais, tios ou avós, percebe que as rugas estão mais acentuadas, mais fios brancos estão surgindo e você se espanta como envelheceram tão rapidamente.

Não sei se a tecnologia é a grande vilã dessa sensação, afinal, passamos horas em redes sociais, consumindo vídeos, fotos, filmes e por aí vai.

Outro dia um amigo me chamou para jogar FIFA e lá ficamos nos divertindo (e xingando) por 3h30. Foi legal essa interação, as tentativas frustradas de gol e as vitórias. Mas, quando percebi já eram 23h. Eu não fiz absolutamente nada além disso. E me senti mal por não ter aproveitado de outras formas. Eu podia ter escrito algo para o Coisas de Pedro, trabalhado alguma história engavetada, assistido um filme ou novela com a minha esposa ou conversado mais com ela, com meus pais ou estudado alguma coisa.

Talvez você me chame de paranóico (é bem provável que tenha razão), mas questão é que o tempo está cada vez mais rápido e isso me incomoda.

— Ah, mas no trabalho você não liga que passe rápido!

Pior que ligo! Por que essa sensação de velocidade é chata. Tudo é muito rápido, a semana, o mês, o ano passam depressa.

Meus pais estão na casa dos sessenta e parece que foi outro dia que comemoramos os quarenta anos da minha mãe. Os 68 da minha avó. Meus 22. Parece que, ao olhar para frente, quando eu estiver daqui a dez anos, ainda falta muito tempo para chegar, mas olhe para trás e se lembre dos seu aniversário de dez anos atrás. Sim…eu sei que muita coisa aconteceu, mas ainda assim foi rápido! Parece que quando éramos mais novos, o tempo era mais devagar. As férias da escola pareciam durar meses. O mês de dezembro, com as milhares de lampadinhas enroladas em árvores enfeitando as ruas não passavam tão depressa.

Talvez agora você esteja me chamando de louco e dizendo que sou muito nostálgico.

É… Talvez esteja certo.

Eu apenas sei que gostaria de desacelerar isso tudo para aproveitar mais o tempo com as pessoas que eu amo, pois eu sei que a vida é curta e não sabemos quanto tempo nos resta para aproveitar.

Que o meu tempo e o seu, caso desejar, demore para passar para que possamos aproveitar mais os momentos curtos da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s