Continue procurando até encontrar o que você quer

Quando você quer algo, você deve continuar procurando até encontrar o que você quer, e não o que você precisa.

Eu digo isso porque, seguindo os acontecimentos do último episódio, estávamos sem casa pra morar. O casamento seria dali pouco mais de um mês. Então começou temporada de caça de casas para alugar. Ela foi virtualmente, pelos grupos de desapega e aluguel em todos os cantos da internet. Eu fui a campo mesmo. Andando de bicicleta procurando plaquinhas de Aluga-se pela cidade e pelo bairro. Foram 3 dias em que a chuva começou exatamente quando eu estava no ponto mais longe de casa, e o óculos embaçado impossibilitava a visão das tão procuradas plaquinhas.

A busca da minha querida foi mais bem sucedida, e logo conseguimos contato de uma corretora. Eu busquei a chave e fui ver a casa que gostaríamos de chamar de Casa do Assassinato. Não é só por efeito dramático, não. Parecia mesmo que havia acontecido um assassinato lá, mesmo. Especialmente no banheiro.

Não só isso, como a casa era em uma das ruas mais isoladas da cidade, e não seguia o alinhamento padrão das quadras da cidade, formando uma espécie de trapézio no quarteirão da Casa do Assassinato. Pareceu bem ao mestre de obras e o criativo engenheiro seguir o alinhamento inovador do quarteirão, criando, assim, uma casa completamente torta. Não haviam ângulos retos na casa do Assassinato. Além dos quartos atacarem a labirintite de qualquer pessoa, o banheiro parecer que foi palco de uma obra da Agatha Christie do mal, ainda o corredor lateral tinha pouco menos de um metro e meio, e a garagem tinha o formato de um triângulo isósceles.

É óbvio que não ficamos com a casa. Mas continuamos procurando até encontrarmos o que queríamos. Entramos em contato com amigos, colegas do trabalho. Em poucos dias eu estava em uma casa que havia me apaixonado. Mandei fotos para minha amada editora chefe, que logo imaginou onde ficariam os móveis, e quais paredes pintar.

Um comentário sobre “Continue procurando até encontrar o que você quer

  1. Olha, pensando pelo lado bom, você poderia utilizar do espaço como laboratório para a criação do seu próximo livro. Fiquei pensando em algo do estilo da casa monstro, mas sem tirar a língua pra fora da porta!

    Curtir

Os comentários estão desativados.