Ladrão mal intencionado

Invadiram a casa do seu Rodrigo.

Seu Rodrigo é vizinho dos meus pais. Ele mora sozinho desde que o pai morreu. É cozinheiro aposentado. Ele tem muitos amigos que gostam de vir visitar. Fica conversando na calçada com todo mundo até tarde da noite.

Às sete horas da noite ele saiu pra fazer um jantar. Quando voltou, por volta das onze horas da noite, o cadeado estava quebrado. O vidro da janela também. Entraram na casa do seu Rodrigo.

Ele correu do lado me chamar, e seus amigos estavam lá também. Eu liguei todas as luzes da casa. Verifiquei perto do muro pra ver se o meliante passou para o lado de casa. Não passou. Ele levou uma cadeira pra perto do muro do outro lado, e por ali deve ter saído. Levou um rádio, um barbeador e uns kilos de linguiça que estavam no refrigerador.

Espera aí…o que ele levou?

Isso mesmo. Uma caixa de som, um barbeador e linguiça. O que você precisa para fazer uma festinha, ter comida na churrasqueira e estar apresentável pras visitas? Bom, eu não quero me precipitar aqui, mas imagino que o ladrão que entrou na casa do seu Rodrigo tinha um objetivo. Ele era um ladrão com foco, comprometimento.

Às vezes ele nem queria vender para comprar drogas, não. Vai ver ele nem tava precisando de dinheiro pra pagar alguma dívida. Era um ladrão ainda mais mal intencionado que o normal.

Um comentário sobre “Ladrão mal intencionado

Os comentários estão desativados.